Por que Carcará?


Porque Carcará é um blog para além da utopia, um blog da liberdade e da práxis poética. Carcará é o gavião do sertão, livre, bravo e desafiador. É a força heróica do sertanejo superando as dificuldades da seca e da vida.

Carcará é o desbravador das realidades postas, um símbolo guerreiro! É a desconstrução da ordem burguesa, do belo estético. É um ser humano em desconstrução em luta com o ser humano construído, burguês e consumista.

Um ser humano em desconstrução? (Só você Razek para me questionar sobre o que eu não sei responder).

Na verdade, a resposta pode ser longa para um blog, no entanto, parece-me questionador imaginar em que o homem construído tem se tornado, um destruidor antropocêntrico do ecossistema, cheio de razão e de valores "polissuicidas". Logo, torna-se constrangedor construir um ser humano tão destrutivo, quando descontruí-lo parece ser necessário e óbvio, mesmo que isso signifique uma autodesconstrução. Destarte, Carcará é um blog da crítica à condição humana no capitalismo.

Ainda mais, Carcará é resistente! É um blog da ousadia e da esperança, do otimismo e da autoconsciência. Um blog na velocidade de sua desconstrução!

Um comentário:

Paulo Luiz disse...



Parar para pensar.

Tenho observado uns seres viventes, por sinal, pequenininhos, trabalhadores e muito bem organizados, os quais são as formigas, os cupins e as abelhas, destacaremos para o nosso comentário as abelhas. A organização delas é de fazer inveja a quaisquer outros seres viventes sobre a face da terra, inclusive a nós seres humanos. Entre elas não ha disputa por status sociais, não há egoísmo, inveja, egocentrismo, individualismo e muitos outros ismos próprio de nós humanos. Entre elas não há disputas para o enriquecimento particular, não há preguiça, não ha roubos, não há corruptos, não ha políticos para dirigir a colméia, elas se dirigem muito bem pelo instinto de solidariedade e união, em prol do bem comum. Os cupins e as formigas agem da mesma forma, entre eles tudo se resume em trabalho paz e harmonia.
Pergunto e quero respostas, não seriam estes seres tão bons e prestativos os verdadeiros filhos de Deus? Porque nós seres humanos tão cheios de defeitos e completamente desorganizados e ainda para completar, destruidores do eco sistema de um planeta tão belo, sermos chamados de filhos de Deus e ainda com a ousadia de sermos comparados a sua imagem. Se Deus é bondade o ser humano seria o último na lista para se comparar a bondade divina do criador, se Deus é amor, o ser humano estaria fora de cogitação. Dá ou não dá o desejo de parar para pensar.

Paulo Luiz Mendonça.